'Enquanto a oposição grita, eu trabalho', diz o presidente Lula

O presidente Luiz Inácio Lula da Silva disse, nesta quarta-feira, que não se preocupa com a Comissão Parlamentar de Inquérito (CPI) da Petrobras, instalada no Senado.

- A mim não me preocupa. Pode ser muito interessante para quem quer fazer um carnaval, mas, para quem quer investigar seriamente, precisa ter outros mecanismos. O que eu acho é que tem gestos de irresponsabilidade na constituição de uma CPI dessas porque você pode pedir investigações da Receita Federal, da Controladoria Geral da República, do Ministério Público, da CVM - afirmou o presidente.

Lula apresentou também um argumento para explicar o interesse da oposição na estatal:

- Por que que a turma que queria privatizá-la ontem está hoje preocupada com a Petrobras? A minha preocupação agora não é com a CPI. Acontece que a Petrobras é a maior empresa brasileira, a empresa de maior projeção nacional, tem ações na Bolsa.

Lula acrescentou que sua maior preocupação no momento é com o novo marco regulatório da exploração do pré-sal e não com as denúncias que envolvem o presidente do Senado, José Sarney.

- A minha preocupação é que me entreguem daqui a dez dias o novo marco regulatório da Lei do Petróleo por causa do pré-sal. Que quero anunciar ao Brasil qual será o novo marco regulatório e quero mandar para o Congresso as mudanças na lei que são necessárias. Enquanto a oposição grita, eu trabalho - enfatizou.

Nenhum comentário: