Dilma bate o martelo: o pré-sal é nosso.

Saiu no Valor, pág. A6:

"Megacampo pode ficar fora da licitação. Governo vai usar a ANP para detalhar o pré-sal e antecipar conhecimentos antes de novos leilões."

O governo definirá, a cada licitação dos campos do pré-sal o percentual do produto a ser destinado à União… dependendo da quantidade de óleo … não haverá licitação - toda a exploração será feita pela Petrobrás. 'Nos países com mega-reservas, quem opera são as companhias nacionais', justificou Dilma."

Nenhum comentário: