Gente nova não quer dizer renovação na política.

s mesmas caras, os mesmos nomes, os mesmos problemas. A falta de renovação na política é considerada pelo professor Marco Antonio Teixeira, da FGV (Fundação Getúlio Vargas), como um dos pontos críticos da vida pública nacional, que ganha novos personagens a cada eleição, mas não novas ideias.
Confira também

* Jovens trocam universidade por política

* Cabeleireiro sonha em ser político desde criança

- A gente tem que parar de confundir renovação com troca de nome. Se você troca de nome e as práticas continuam as mesmas, você não tem renovação. Por mais que entre outro, mas que continua fazendo a mesma coisa, você praticamente não mudou.

Além da falta de renovação, Teixeira também chama atenção para o desinteresse dos mais jovens por política. Dados do TSE (Tribunal Superior Eleitoral) mostram que em 2008 pouco mais de 12 mil dos quase 180 mil candidatos a prefeito, vice-prefeito ou vereador nas eleições municipais tinham menos de 25 anos.

Nenhum comentário: